Feio, porém sexy.

É claro que cada pessoa tem um gosto singular para homens. Mesmo assim sempre tem aquela “amiguinha” querendo roubar o seu tipo. Minha sorte é ter amigas (as mais chegadas) com gostos bem diferentes do meu. Uma delas gosta de playboyzinho, camisa pólo, calça jeans e sapatênis; outra gosta de negão gordinho; outra, melhor ainda, gosta de mulher; por isso todas somos amigas há tanto tempo e nunca brigamos.

Brincadeirinhas a parte, o meu tipo perfeito seria barbudo (pelo menos com barba por fazer), cabeludinho, magro, mais alto que eu, com um estilo meio desleixado e se tiver um pouco de pêlo no peito, melhor ainda; resumindo, adoro um que faça “estilo mendigo”.

Selecionei aqui os cinco homens que logo vêm na minha cabeça quando penso num tipo “feio, mas sexy“. Lembrando que está é MINHA OPINIÃO, não tô ditando regra aqui, ok?!

Em contagem regressiva:

5- Mick Jagger

Não, não gosto de coroas, estou falando dele quando jovem (apenas que até hoje ele é meio que um símbolo sexual). Jagger nasceu em 26 de julho de 1943 como Michael Philip Jagger, na Inglaterra. E mais do que como o vocalista de uma das maiores bandas do mundo, a Rolling Stones, Mick ficou famoso por seus casos extra-conjugais e a “mania” de fazer filhos; se casou duas vezes e teve sete filhos, com quatro mulheres diferentes, uma delas, todos sabem, é a Luciana Gimenez, com quem ele teve o Lucas em 1999. Uma de suas frases mais conhecidas é: “Quando minha filha (Jade) ficar mais velha, vou mandar ela ter cuidado com homens como eu.”

4- Dave Navarro

Imagem

David Michael Navarro, californiano nascido em 7 de junho 1967, é guitarrista do Jane’s Addiction (que vive no vai e volta) e ex-integrante do Red Hot Chilli Peppers.

A História do Dave é meio trágica, além do sério problemas com droga (heroína) que enfrentou e que inclusive é um dos motivos que ajuda a banda Jane’s Addiction a nunca estar bem (todos os integrantes se envolviam com drogas, o que ajudava a deixar a convivência insuportável); quando tinha 15 anos, sua mãe e sua tia foram assassinadas pelo ex-namorado dela (da mãe), Dave só não foi assassinado também porque, justo nessa noite, seu pai o chamou para passar a noite em sua casa. Desse fato marcante de sua vida Dave fez um livro, o “Don’t Try This At Home”

Navarro já foi casado três vezes. Com Tanja Goddard, em 1990 numa cerimônia pagã; em 1995 com Rhian Gittins e, o mais famoso, com Camen Electra (o qual foi documentado num reality show da MTV) de 2003 a 2006. Após o fim do terceiro casamento, Dave se envolveu com uma famosa estrela pornô, Jenna Jameson.

3- Nelly

Imagem

Cornell Iral Haynes, mais conhecido como “Nelly”, nasceu em 2 de novembro de 1974 no Texas, mas foi criado em St. Louis, Missouri. Começou a se interessar por música ainda no colégio, onde formou sua primeira banda de rap, o “St. Lunatics“, mesmo lançando em hit independente em 1996, a banda não foi pra frente, porém Nelly não desistiu de tentar alcançar o sucesso e resolveu continuar a buscá-lo em carreira solo. Como solista conseguiu chamar a atenção da Universal Records, a qual lançou seu primeiro CD, o “Country Grammar” em 2000; por ele Nelly foi indicado a três Grammys, entre eles o de Melhor Álbum Rap do Ano. Seu segundo CD, o “Nelyville“, entrou diretamente para a primeira posição no top de vendas dos EUA. Nelly também se arrisca na carreira de ator, um dos filmes que o rapper participa é o “Golpe Baixo“, contracenando com Adam Sandler e Chris Rock.

2- Jack White

Imagem

Jack, que na verdade é John Anthony Gillis, nasceu em 4 de julho de 1975 na cidade de Detroit, Michigan. Também conhecido como Jack III White ou Jack White III, é o caçula de 10 (DEZ) filhos. Cresceu numa família muito católica, o que o levou a ser coroinha e com isso, a oportunidade de encenar no filme “O Mistério do Rosário Negro” (1987). Fã de música clássica quando criança, Jack começou a tocar bateria aos seis anos; já na adolescência, escutava jazz e rock dos 60’s. Jack já teve outras bandas, entre elas o The Go, onde era o guitarrista principal e da qual, em 1997, saiu para formar, junte da Meg White, o White Stripes, que teve seu fim em 2011. Vencedor de três Grammys, foi considerado o 70º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone. Em 2001 fundou sua própria gravadora de discos, a Third Man Records.

1- Russel Brand

Imagem

{Ok que ele está bonito nessa foto, mas enfim}

Russel Edward Brand nasceu em Grays, Essex, Inglaterra no dia 4 de junho de 1975. Foi criado só pela mãe, após os pais se separarem quando ele tinha apenas 6 meses. Alcançou a fama após apresentar o spin-off do Big Brother na Inglaterra, após o programa passou a apresentar um programa na rádio e fazer stand-up, que é seu ofício preferido até hoje. Brand também já participou de vários filmes, entre eles, um dos meus preferidos, “Forgetting Sarah Marshall“. Confesso que sinto uma raivinha dele por ter dado um pé na bunda da Katy Perry (não gosto da música dela, mas ela parece ser muito fofa e simpática) com quem foi casado de 2010 a 2011. Ele afirmou que o casamento chegou ao fim por ser egoísta e nada romântico. “Eu provavelmente já magoei e prejudiquei pessoas de quem eu gostava por ser egoísta. Mas eu realmente queria casar. Só que eu não acreditava muito nessa história de alma gêmea romântica e preferia a atração física”. Cuzão, mas é o feio mais sexy, na minha opinião.

Curiosidades do filme “O Exorcista”

Bom, como o último post foi sobre um dos meus livros preferidos, “O Exorcista”, quis fazer um post também sobre o filme; mas não falando sobre o filme, pois muitos, até mesmo os que não curtem terror, sabem sobre o que se trata. Quis mesmo é falar algumas curiosidades sobre o filme, coisas que aconteceram nos bastidores e até umas lendas que correm sobre o filme.

Enfim, o filme é de 1973, do diretor William Friedkin, baseado no livro com mesmo nome de William Peter Blatty.

Vamos começar pelo mais leve (rs), os prêmios ganhos e/ou indicações:

Ganhou os Oscars de melhor roteiro e melhor som. Foi ainda indicado para mais oito categorias: melhor filme, melhor diretor, melhor atriz (Ellen Burstyn), melhor ator coadjuvante (Jason Miller), melhor atriz coadjuvante (Linda Blair), melhor edição, melhor fotografia e melhor direção de arte.

Ganhou quatro Globos de Ouro nas categorias de melhor filme (drama), melhor direção, melhor roteiro e melhor atriz coadjuvante (Linda Blair). Recebeu ainda outras três indicações: melhor atriz – drama (Ellen Burstyn), melhor ator coadjuvante (Max von Sydow) e melhor revelação feminina (Linda Blair).

Foi indicado ao BAFTA na categoria de melhor som.

Ganhou, também, o Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films, nas categorias de melhor filme de terror, melhor maquiagem, melhores efeitos especiais e melhor roteiro.

Curiosidades e fatos sobre o filme:

Foi o primeiro filme de terror indicado ao Oscar de melhor filme. O prêmio para um filme do gênero só veio em 1991, em “O Silêncio dos Inocentes”, com Jodie Foster e Anthony Hopkins.

O filme tornou-se um dos mais lucrativos filmes de terror de todos os tempos, arrecadando o equivalente a U$ 441.306.145,00 em todo o mundo.

Após a sessão, ninguém conseguia dormir, lembrando da voz gutural do pequeno demo gritando blasfêmias e outras cenas horrendas das gravações.

Durante a produção do filme, o set de filmagens pegou fogo durante um fim de semana, em que não havia ninguém trabalhando. Muitos equipamentos foram estragados. Não se chegou a qualquer explicação sobre o que gerou o fogo.

O processo de gravação até logo depois do lançamento do filme foi marcado por várias mortes de pessoas ligadas direta e indiretamente com as filmagens, caso do ator Jack Macgowran, que depois de gravar a cena em que morria arremessado da janela por Regan, contraiu uma forte pneumonia e acabou morrendo, de verdade, uma semana depois. Também morreram o irmão do ator Max Von Sydon, um vigia do estúdio e um assistente de produção.

Durante o filme é possível ver vultos, olhos debaixo da cama de Regan, silhuetas demoníacas e mensagens de socorro bem disfarçadas. Muitos gostam de assistir o filme várias vezes para encontrá-las.*

Para deixar as cenas com uma atmosfera aterrorizante, o diretor William Friedkin optou por construir os cenários dentro de uma enorme câmara refrigeradora. Não é à toa que quase todos os atores ficaram com pneumonia.

Oito horas é o que Linda Blair levava para ter seu rostinho bonito transformado no de um verdadeiro filhote do Belzebu. A maquiagem assustadora tinha até massa de pizza em sua composição.

Os gemidos aterrorizantes da garotinha possuída foram captados em uma fazenda. Eram porcos e vacas sendo levados para o abate.

Linda Blair nunca falou sequer um palavrão durante as filmagens de ‘O Exorcista’. Ela dizia outros textos bobinhos enquanto a dubladora Mercedes McCambridge era responsável pelos textos pesados. Aliás, Mercedes MacCambridge precisou fumar cerca de seis maços de cigarro por dia, além de entrar numa dieta só com ovos crus e maçãs defumadas para Imagemconseguir a tal voz assustadora do Diabo.

Pouca gente se lembra, mas em 1990 rolou uma sátira do filme, chamado “A Repossuída”; que conta a história de Nancy Aglet, interpretada por ninguém menos do que a própria “ex-possuída”, Linda Blair. O padre fica por conta do mestre Leslie Nielsen. O filme foi muito esperado pela crítica e pelos fãs da atriz, mas não decolou, o que não quer dizer que não seja uma comédia legal de assistir. Tem até ele completo no Youtube – 

O primeiro trailer de ‘O Exorcista’ foi considerado tão assustador que teve que ser retirado dos cinemas.

*Agora o jeito é assistir o filme pela milésima vez pra notar os vultos, olhos debaixo da cama e pedidos de socorro. Bora assistir?